{um novo cenário}

447033.gif

Sem obras nem gastos elevados, crie um novo cenário para a sua vida.

Conheça as tendências.

Este é o primeiro ponto de partida antes de fazer qualquer alteração. Tal como a moda, também a decoração de interiores tem pontos fortes em cada ano.Em 2008, segundo Graça e Gracinha Viterbo, decoradoras de interiores, o ênfase está em «recriar e renovar o clássico – voltar à tradição, mas com modernidade».Quanto às cores, a preferência das decoradoras recai sobre os tons neutros, «só branco ou cinza, em degradés diferentes», deixando, contudo, margem para a criatividade: «Use sempre uma cor forte em pequenos apartamentos e jogue com diferentes texturas».

Escolha um tema

Cada divisão da casa merece ter um cunho próprio, por isso, na hora de (re)decorar defina, antes de mais, o mote que irá seguir. A fonte de inspiração pode ser uma peça especial, uma forma geométrica, um tom, uma textura ou até a sua personalidade. Uma vez definido o tema central, pode jogar com os materiais e estilos, combinando itens diferentes que se conjuguem bem entre si.

Recicle… com classe

Nem tudo o que envelhece deve ser esquecido. Certamente possui uma mesa ou candeeiro que, cada vez que vê, só a faz pensar numa coisa: lixo. Experimente dar-lhe uma nova vida, recorrendo à imaginação e habilidade.Tomando como exemplo uma cómoda, as decoradoras Graça e Gracinha Viterbo sugerem: «Caso seja em madeira escura, pode raspá-la, deixando-a em cru ainda com restos dessa velatura. Em alternativa, pode lacá-la de novo com uma cor viva. Mude os puxadores, colocando de preferência todos diferentes, e conseguirá transformá-la numa peça única».

Adopte um estilo intemporal

Se não pretende renovar a casa todos os anos jogue pelo seguro, apostando na intemporalidade. Como exemplificam Graça e Gracinha Viterbo, decoradoras de interiores, «as peças intemporais são, em primeiro lugar, peças confortáveis: lustres, biombos, bergères e espelhos.Quanto aos materiais, destaca-se a pedra mármore, madeira, azulejo e estuque». Depois vá ajustando o ambiente aos seus gostos mais efémeros, ousando em alguns elementos decorativos, mas sempre com moderação.

Use (e não abuse) da luz

Iluminar bem a casa é muito mais do que ligar o interruptor. Ao escolher candeeiros ou tipos de luz tenha em conta a finalidade a que se destinam e as necessidades de cada divisão. Por exemplo, para a sala poderá prever uma luz global, uma ambiente (pouco intensa e indirecta) e outra de leitura, junto ao sofá. No quarto, pode seguir a mesma regra, optando por um candeeiro de mesa ou de chão para criar ambiente.Na casa de banho, evite colocar uma luz única e intensa. Opte por uma iluminação geral e outra localizada junto ao espelho para facilitar a maquilhagem. 

Fonte: Saber Viver

  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: