Somaly Mam

Ausentei-me de Portugal na semana passada, e enquanto fazia tempo para o Check-In no aeroporto de Lisboa, fui bisbilhotar a tabacaria do aeroporto. Passeava-me pelas estantes de livros quando me deparei com um que tinha uma capa com um rosto sereno, mas triste. A autora era Somaly Mam, e ainda não tinha chegado a Itália quando terminei de ler o livro, que devorei desde a primeira à última página com um aperto no coração. Eu sei que Portugal não é um país exemplar em nada, nem em educação, saúde, gestão ou direitos humanos, mas a verdade é que não posso deixar de me sentir abençoada por ter nascido neste cantinho soalheiro da Europa, tão silencioso e pequeno que quase nem se dá por ele. Porquê? Porque se tivesse nascido noutro país, no Cambodja, por exemplo, a minha vida seria certamente um Inferno .

 

  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: