Posts Tagged ‘ casa ’

Ethnic Chic

Se há fase na vida de uma mulher plena de brilhantismo e criatividade é o momento da decoração da primeira casa. É um sem fim de emoções: o que gostamos, o que é possível, o que podemos, etc… são tantas as opções, tantos elementos a conjugar, tantas decisões a tomar que até me atrevo a atirar com um cliché desmesurado: o meu coração palpita como uma batata frita!! Mas palpita mesmo!!! Acho que o mais difícil nestas coisas é definirmos o estilo que mais nos convém, aquele que mais gostamos… porque, no meu caso por exemplo, gosto de vários. Gosto do estilo moderno simplista dos pretos e cinzas, mas também gosto do estilo fresco dos brancos e citrinos. Ao mesmo tempo gosto do calor do étnico e das linhas ecléticas…. mas depois de tudo isto, olho para dentro de mim: no fundo gosto de jazz e bossa nova, gosto de frescura e do balançar das ondas, gosto de Maria Gadú e Bebel Gilberto, adoro comida tailandesa e sushi … I am a mess!!! Decidi-me, para a minha casa, por um estilo ethnic chic… aquilo que me faz sentir bem, pôr um toque de moderno aqui, um toque de étnico aquilo, splashes de cor no neutro e muito balancear :)

Oishiiiiii!

Ora bem, mesmo os mais azelhas na cozinha deixam agora de ter desculpa para não experimentar fazer sushi @ home! Com esta geringonça do século XXI, torna-se muito mais fácil fazer rolinhos simétricos e bem nivelados (digo isto porque já fiz sushi cá por casa e tenho a dizer que, muito embora estivessem agradáveis, tinham também ar de ter tido uma trombose…). Da Osko + Deichmann.

3084122_r10rz3084124_zpauc3084126_tenzu3084123_imocv3084125_0q2hz3084127_zlr433084133_kaews

OrIgInAiS

Este site de sotaque lusitano, Magenta Decoração, surpreendeu-me bastante pela positiva, sendo uma firma portuguesa com opções bem gira em autocolantes de parede, e com a variante personalizável, como esta que vos mostro abaixo:

fotos_personalizadas_maquetefotos_personalizadas_02

fotos_personalizadas_01

Casa no Gerês

Mencionada no COOL HUNTER, esta casa torna o Gerês ainda mais apaixonante!

1rock4

1rock12

1rock2

1rock3

Comfortable * Chic

Um estilo chic-country criado por Amy Butler para Notebook Magazine.

Wabi Sabi


Esta filosofia japonesa diz-lhe como ter uma casa saudável

Deite fora o desnecessário, utilize apenas objectos decorativos que tenham valor afectivo para si, aproxime-se da natureza…

O Wabi Sabi ensina-a a descobrir a beleza do imperfeito e a viver alheada da tirania da moda.

Depois do Feng-Shui chega o Wabi Sabi, uma visão estética japonesa baseada na aceitação da transitoriedade de tudo quanto existe e que inspira diversas manifestações da cultura nipónica, como o Haiku (poesia tradicional), o Ikebana (arte floral), o Shodo (caligrafia) ou o Chado (cerimónia do chá).

Trata-se de um convite para deixar de lado o perfeccionismo stressante (porque a busca do perfeito esgota as nossas forças) e passar a apreciar a beleza daquilo que é imperfeito e natural (tal como a vida), olhando para o mundo com a melancolia de quem sabe que a vida é passageira e, por isso mesmo, bela. Estes princípios, aplicados à decoração, ajudam a criar um lar harmonioso e saudável.

Abra as suas portas ao natural

Valorize as coisas antigas, com história. A cadeira que o seu avô esculpiu, a toalha que a sua avó bordou, a madeira natural das portas e das janelas (se lhes retirar a pintura), as dobradiças de ferro velhas: deixe-as exibir a sua origem natural. Desfrute das marcas deixadas pelo tempo.

Para conhecer os 9 gestos que o vão ajudar a harmonizar a sua casa de acordo com os princípuios do Wabi Sabi, clique aqui.

A filosofia Wabi Sabi

A arte do Wabi Sabi, inspirada nos ensinamentos do Taoísmo e do Budismo, fundamenta-se na doutrina da simplicidade, da moderação, da naturalidade, da alegria, da melancolia, da assimetria e da não permanência.

Trata-se de perceber que a acção humana sobre o mundo deve ser tão delicada que não impeça a verdadeira natureza das coisas de se revelar, descobrindo a beleza que existe naquilo que tem as marcas do tempo e que ainda guarda em si a natureza. O conceito surgiu no século XV e define-se, de uma forma simples, como a arte da imperfeição.

Mantenha a ordem sem obsessões. A limpeza é uma forma de respeito pelo nosso meio envolvente. A sujidade é um espelho do estado mental de quem ali vive. O encanto das fendas de um chão ou de um tecto de madeira é maior quando não há rasto de sujidade.

Procure a espontaneidade. A sua casa é o lugar onde vive e a vida deixa marcas. Não deixe que a marca da mão do seu filho na parede ou que a base do telefone decorada com rabiscos o deixem ansioso. Assuma-o como parte da decoração da sua vida. Talvez um dia essas marcas já não estejam lá e sinta nostalgia do amor e ternura que representaram.

Desfaça-se do supérfluo. Os livros que não vai voltar a ler ou que não a marcaram, a roupa que já não vai usar, os objectos usados que já não vê como belos.

Recicle tudo o que conseguir. Permita que aquilo de que já não consegue desfrutar possa continuar a existir na vida de outras pessoas. E evoque, assim, a arte do efémero. Tudo muda, nada permanece.

Preste atenção aos detalhes. Espelhos, plantas, água, fogo, inclusive odores: da madeira, da roupa acabada de lavar, do sabonete das mãos… Perca tempo com estes detalhes para agradar os seus sentidos.

Proteja o silêncio. Coloque portadas ou persianas para reduzir o ruído dentro de casa. Isole as paredes caso seja necessário.

Texto: Joana Martinho, da SABER VIVER

Thymes

Portugal, embora não pareça aos olhos da população em geral, é um país muito rico para muitos produtos feitos no estrangeiro, e até mesmo na cosmética o nosso país conseguiu algum destaque, assim como na cerâmica como é claramente sabido. A THYMES é uma loja com produtos fabulosos de marca própria, e apenas a título de curiosidade a cânfora que eles utilizam é … guess what?? Do sul de Portugal =) Pois é, mas infelizmente está marca está disponível única e exclusivamente nos E.U.A. e Canadá. Como muitas coisas boas que por aí tenho visto … e mais uma coisa, as embalagens deles são fabulosas. Desde rituais restaurativos até cuidados para a casa, há de tudo um pouco. Digamos que é uma espécie de Rituals à americana.