Posts Tagged ‘ outono ’

O Outono está a chegar…

Depois de uns meses ausente, senti saudades apertadinhas do meu blog e resolvi voltar, desta vez com novos conteúdos e cheia de vigor!!! O outono aproxima-se e esta é uma estação que me deixa sempre inspirada, por isso, espero que gostem dos novos posts sobre beleza, cuidados com o corpo e culinária :)

Desejos de um Outono cheio de magia a todas *

Advertisements

*bolbos

Durante o Outono é a altura apropriada para plantar bolbos que irão dar cor ao jardim no fim do Inverno. Às vezes até já nem nos lembrávamos de os ter plantado e são assim uma dupla alegria.Para tirar partido das fragrâncias de alguns destes bolbos de Inverno, devem ser plantados em maciço e em locais elevados como por exemplo em vasos colocados em locais de passagem. Mas atenção que não se devem misturar cheiros diferentes pois o resultado pode ser diferente do esperado.Mas a versatilidade dos bolbos é tão grande que não é preciso ter jardim para os cultivar. Dão-se bem em terraços, floreiras de janela ou mesmo dentro de casa. Podem-se obter belos vasos com as túlipas, narcisos, jacintos, íris, muscari e outros pequenos bolbos.

Quanto mais original for o vaso escolhido mais espectacular será o resultado. É importante no entanto que o vaso seja furado para uma conveniente drenagem do excesso de água. Os vasos não precisam de serem muito fundos, basta que apresentem uma altura correspondente a pelo menos duas vezes a altura do bolbo a plantar.

A ponta superior dos bolbos deve ficar ao nível do rebordo do vaso. Os bolbos devem ser plantados em número ímpar e muito juntos para criar um melhor efeito visual. Não devem no entanto tocar-se entre si ou nos bordos do vaso.

O composto a utilizar deverá possuir uma boa retenção de água mas é preciso ter cuidado para não encharcar pois pode provocar o apodrecimento dos bolbos.

Para todas as espécies é essencial utilizar bolbos de maior calibre e saudáveis (firmes ao toque e sem manchas). Bolbos pequenos podem não florir.

Dentro de casa poderá antecipar a floração. Para isso é necessário fazer passar os bolbos por algumas fases:

Após a plantação dos bolbos é conveniente colocar os vasos num local onde as temperaturas sejam baixas (5-10ºC) durante pelo menos dois meses (fase de enraizamento). Este local deverá ter também alguma obscuridade e imperativamente um bom arejamento. Uma cave ou uma garagem são exemplos de locais onde se podem obter bons resultados. Durante este período os únicos cuidados necessários consistem na rega para manter a terra sempre húmida.

Passado esse tempo os vasos podem ser então transferidos progressivamente para condições de plena luz e temperaturas de 18/20ºC (fase de floração). Nestas condições a floração surgirá cerca de um mês depois.

A floração será tanto mais prolongada quanto mais baixa for a temperatura ambiente pelo que é de evitar colocar os vasos perto de aparelhos de aquecimento ou zonas de corrente de ar.

Cultura em água

Os jacintos podem mesmo ser forçados a florir só em água. Existem no mercado alguns modelos de vasos, geralmente de vidro, especiais para a cultura dos jacintos, que se enchem de água e onde se coloca um único bolbo. Nestes, a água deve apenas tocar a base do bolbo.

Também os narcisos podem ser cultivados em vasos estanques e cheios de gravilha ou pequenas pedras roladas. Os bolbos são colocados sobre uma camada deste material inerte e o recipiente cheio de água até à base dos bolbos. Este tipo de cultura muito comum na China é particularmente indicada para os narcisos mas pode aplicar-se a todas as espécies.

As fases de enraizamento e floração devem ser seguidas de modo idêntico à cultura em terra.

Se este tipo de cultura for iniciado em meados de Setembro é possível ter no fim de Dezembro a casa cheia de cor e agradavelmente perfumada. É também uma sugestão para algumas prendas originais, económicas e personalizadas.

Texto do Portal do Jardim

P.S.: Esta semana vou comprar bolbos de jacintos, narcisos e tulipas e depois digo-vos o resultado … mas acho que vou ter um jardim de jacintos, adoro-os!

Lady Marmalade

Olá :) Hoje fiquei em casa o dia inteiro (preguicite after-vacation) e decidi fazer marmelada e geléia, com a ajuda da minha avózinha. Seguimos então a receita do blog Para Cozinhar , pois começei a fazê-la sozinha, mas por pura curiosidade era esta exactamente a receita que a minha avó fazia antigamente, exceptuando o pormenor de tapar os fracos com o papel vegetal embebido em aguardente. Assim sendo, aqui fica a receita e o link do site, com excelentes sugestões para os dias mais frios que já se avizinham.

Marmelada

Ingredientes:

1kg de marmelo limpo
1kg de açúcar
1dl de água

Preparação:

Levar os marmelos cortados em pedaços ao lume com o açúcar e a água. Deixar cozer bem. Quando tudo estiver cozido, reduzir a puré com a varinha mágica, de modo a ficar uma mistura homogénea. Deixar ferver mais um pouco até atingir o ponto de estrada.
Deitar em tacinhas e deixar secar com uma tampa de papel vegetal embebida em aguardente.


Colocar todos os caroços dos marmelos num tacho e juntar água.
Deixar esta mistura ferver, o que demora algum tempo, até reduzir bastante. Coar a mistura por uma gaze fininha, e medir o líquido, agora limpo de impurezas.
Por cada litro de líquido, juntar 1kg de açúcar. Levar novamente ao lume a ferver até atingir o ponto desejado, mais ou menos espessa.

Bom Apetite!

Advertisements